Dia Aberto organizado pelos dois CR da UM atrai inscrições no próprio local

Recentemente, o Colégio da Ásia Oriental (CAO) e o Colégio do Jubileu de Pérola (CJP), dois colégios residenciais (CR) da Universidade de Macau (UM), organizaram um “Dia Aberto” que atraiu muitos estudantes das escolas secundárias e os seus pais. Alguns dos participantes ficaram tão bem impressionados com o sistema dos CR que se inscreveram no programa dos CR no próprio local.

O Director do CAO, Prof. Iu Vai Pan, e o Director do CJP, Prof. George Watt, falaram detalhadamente sobre as ideias, as características e os últimos desenvolvimentos dos dois CR. Disseram aos participantes que o CAO e o CJP têm agora 250 e 160 espaços, respectivamente, e que durante o ano passado os dos CR organizaram uma série de actividades, incluindo a partilha de leituras, palestras de pessoas eminentes, jantares de mesa alta, festas de férias, concertos, concursos de debate, aulas de interesse em jogos de bola e visitas ao lar de idosos. Estas actividades incluíram-se, pela sua natureza. grosso-modo, em cinco categorias: actividades académicas, actividades sociais, actividades culturais, actividades desportivas e serviços comunitários.

O Sr. Hu, que trabalha numa escolar secundária local, disse que um CR é uma comunidade em que estudantes com diferentes antecedentes culturais e anos de estudo vivem e aprendem em conjunto e se influenciam mutuamente. Disse que o sistema dos CR é a chave do sucesso de muitas universidades de renome mundial e que acredita que os dois CR da UM permitirão aos estudantes e ao pessoal da UM melhorar a comunicação e criar uma atmosfera académica mais rica. Acrescentou que está muito optimista em relação ao desenvolvimento futuro da UM e que espera pelo dia em que a UM se tornará uma universidade de nível mundial. O Sr. He, cujo filho está a estudar numa escolar secundária local, disse que era a primeira vez que tinha posto os pés no campus da UM e que a UM o impressionou enquanto universidade moderna cheia de vigor e de vitalidade. Acrescentou que estava muito bem impressionado com o sistema dos CR da UM e que esperava que o seu filho pudesse viver num CR da UM.

Os actuais estudantes dos dois CR falaram sobre as diferentes funções de diferentes áreas enquanto conduziam os participantes numa visita guiada à volta dos CR. “Que óptimo!” “É tão bonito!” exclamaram, um após o outro. Muitos participantes ficaram muito impressionados com aquilo que viram e ouviram que podiam inscrever-se no programa dos CR no próprio local.

“Decidi inscrever-me no programa piloto dos CR da UM e espero viver num CR no novo campus,” disse a Wu, uma estudante que está a estudar no Colégio De Santa Rosa De Lima (Secção Chinesa). Candidatou-se ao Departamento de Comunicação da UM. A Wu disse que Macau é uma cidade muito pequena mas que isso não significa que uma pessoa deva contentar-se com viver como um sapo em poço raso. Disse que uma pessoa deveria saltar para fora do poço raso para conhecer mais do mundo porque isso é importante, não apenas para o seu próprio crescimento, mas ainda para o progresso da sociedade em que vive. Disse que as ideias sobre os CR são muito boas e podem ajudar os estudantes a obterem um conhecimento mais profundo de diferentes culturas. Um outro estudante de apelido Wong que está a estudar no Colégio Yuet Wah de Macau disse que espera poder, através do programa dos CR, fazer amigos de diferentes países e faculdades e adquirir conhecimentos para além do campo escolhido.
 

Publicado em 2011-06-15 16:35

Top